Dicas > Primeiro evento de Patagonia no Brasil reúne apaixonados por cerveja em Florianópolis

Primeiro evento de Patagonia no Brasil reúne apaixonados por cerveja em Florianópolis

Especialistas de Bariloche apresentaram os rótulos e cativaram os presentes no Meat Shop.

A cerveja Patagonia, uma das mais renomadas cervejas da Argentina, fincou sua bandeira no sul do Brasil. Na sexta-feira (21), a sommelier Sol Cravello e o mestre cervejeiro Ezequiel Ratti, funcionários da cervejaria Patagonia em Bariloche, apresentaram os rótulos da marca combinados com diferentes pratos em evento para cerca de 60 convidados no Meat Shop, em Florianópolis.

Foi o primeiro encontro desse tipo promovido no Brasil pela marca, criada há 10 anos com uma única receita caseira hoje referência na Argentina e já bastante querida pelos catarinenses. O evento faz parte do “Circuito Patagonia”, uma iniciativa que já leva conhecimento cervejeiro para as cidades argentinas e que agora cruzou as fronteiras.

Carismáticos, Ratti e Sol prenderam a atenção dos presentes com muita informação e bom humor. Transmitiram o amor que sentem pelo que fazem e assim cativaram tanto leigos da cultura cervejeira como aqueles mais curiosos pelo mundo das leveduras.

“É um prazer compartilhar o amor que sinto em fazer cerveja com mais pessoas. Me encanta instigar mais gente a querer sentir novos sabores, distinguir aromas e perceber todas as possibilidades que se pode encontrar numa cerveja”, disse Ratti, que visita o Brasil pela primeira vez. Arriscando uma ou outra palavra em português, Sol também desfilou seu conhecimento para apresentar os lúpulos mapuche e nahuel, alguns dos utilizados na fabricação da cerveja argentina.

Patagonia incorpora em seus diferentes rótulos lúpulos importados da República Checa e também de sua plantação na cidade de Fernandez Oro, localizada na região patagônica, a 440 km de Bariloche. Outra lavoura em frente à sede da marca também tem lúpulos especiais utilizados na receita da cerveja.

A Patagonia Weisse, de aroma cítrico com notas de laranja, limão e abacaxi que equilibram perfeitamente o aroma e o sabor refrescante, foi servida para acompanhar empanadas de carne e frango. Em seguida, com um bife de chorizo o e salada, a pedida foi a Patagonia Bohemian Pilsener, produzida com o lúpulo checo saaz e também com o cascade argentino. Para acompanhar a carne de cordeiro com purê de mandioca servidos em seguida, a recomendação foi Patagonia Küné, uma American Pale Ale que possui um aroma intenso e um leve amargor. Para a sobremesa, churros com doce de leite, a Patagonia Amber Lager foi a combinação perfeita.

Para Bruno Siqueira, gerente de marketing da marca no Brasil, a oportunidade de aproximar o público daqueles que fazem a cerveja Patagonia é a principal conquista com encontros como estes. “É a chance de os nossos consumidores viverem uma real experiência da marca e nosso objetivo é ampliar cada vez mais ações como esta”, comentou.

O Circuito Patagonia segue para Curitiba onde terá dois eventos nos próximos dias. Um pop bar da marca já está instalado na Avenida Vicente Machado, uma das mais boêmias da capital paranaense. 

Fotos: Caio Graça

comments powered by Disqus